sexta-feira, 26 de julho de 2013

SERVIDOR PÚBLICO EFETIVO DE BELO JARDIM: SALÁRIO É MOTIVO DE VERGONHA


O funcionalismo público efetivo de Belo Jardim / PE não tem nada o que comemorar há muito tempo. Os nossos salários estão aos trapos. Somos humilhados e substituídos por afilhados políticos incompetentes. Não existe uma política de incentivo, uma política que nos dê ânimo para exercer as nossas funções com alegria e alento. Somos maltratados por uma corja que chegou há treze anos e o que nos resta é penar e lamentar. Não temos um representante sequer que nos dê uma força e resgate a nossa dignidade. O que se vê atualmente é uma enxurrada de servidores dando entrada em férias e licenças para se livrarem da tirania que impera dentro do Município. Não existe um plano de cargos e carreiras, não existe uma promoção por merecimento ou por tempo de serviço, não existe o respeito que nos é devido. Se queremos fazer com que os nossos direitos sejam respeitados temos que recorrer a Justiça que, infelizmente, está abarrotada e lenta. Tenho conversado com muitos colegas e a tônica da conversa é a mesma: "hoje, eu tenho vergonha de dizer que trabalho na Prefeitura de Belo Jardim". Gostaria de lembrar aos "poderosos" e aos "vendidos" e aos "apaixonados", que respeito é o mínimo que merecemos. Somos pessoas que contribuímos muito para o desenvolvimento dessa cidade. Não é mole chegar no fim do mês e a gente receber o nosso salário apenas por receber e ainda com raiva porque não dá para cobrir as nossas despesas. Em uma cidade de porte de Belo Jardim, que arrecada muito bem, o gestor deveria dispor proventos mais dignos aos seus funcionários. Nós, não deveríamos andar de complementar a nossa renda fazendo "bicos" ou tirando plantões dos colegas. Nem a nossa Previdência funciona, pois é comentado que o nosso dinheiro retido é usado até para custear campanhas eleitorais e pagar servidores contratados. Há tempos estamos sendo surrupiados. Desde o gari ao professor. Entretanto, os "afilhados" recebem gordos salários. Minha gente, isso tem que acabar. Isso tem que ter um basta. Nós não chegamos há seis meses não. Nós temos 10, 15, 20, 30 anos de serviço. E uma coisa é certa. Se ficarmos de braços cruzados ou com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar a coisa fica pior. Temos que reagir e voltar a ter orgulho de ser patrimônio de Belo Jardim.