segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

ALFINETES E BOMBONS: A LENGA-LENGA NOSSA DE CADA DIA

Por Adilza Cristina

mídiadepressa.blogspot.com
Os prefeitos dos vários recantos desse mundão sem porteiras terão grandes desafios pela frente, um deles é o de botar a Casa em ordem antes de começar a administração de fato, visto que, estas prefeituras foram literalmente saqueadas. "Da melancia deixaram só a casca e da manga chuparam até o caroço!" Os vários meios de comunicação dão conta disso:
"Levaram tudo da Prefeitura"
"Prefeitos tomam posse, mas fecham prefeituras no Ceará"
"Secretários levaram tudo"
"Prefeitura foi saqueada"
"Na Prefeitura de Caetés levaram até os talheres" 
E por ai vai as manchetes de blogs, jornais... E a estes problemas junta-se uma ruma de dívidas (Lei de Improbidade Administrativa; Lei de Responsabilidade Fiscal; Lei do Colarinho Branco... Cadê vocês, minhas filhas)
Este problema se hoje está na mídia com tanta ênfase, não deixa de ser velho,"é pão dormido", é "café requentado"! A malversação do dinheiro e de outros bens públicos sempre houve, a diferença é que na atualidade há toda uma legislação que nos garantem "o mal ser cortado pela raiz". A diferença, é que nos dias atuais, a imprensa, os órgãos de defesa da sociedade a exemplo do Ministério Público, Os Poderes: Judiciário e Legislativo não podem aceitar estes desmandos administrativos e lesivos aos bens públicos com a passividade sepulcral outrora dominante.
"A defesa do Patrimônio Público em virtude das grandes mazelas sociais e desmandos administrativos que salta aos olhos de todos, exige postura isenta, firme e profissional dos órgãos legitimados e uma maior fiscalização da sociedade para que seja implementada as medidas básicas de contenção dos desmandos públicos."
Aqui na Terra do Nunca e das Muriçocas, essa cantiga é velha. Em 2001, o lixo tomava conta da cidade; a prefeitura encontrava-se atolada em débitos e parte do patrimônio público havia desaparecido. Esse era o discurso de quem assumia naquele momento. Quem deixava a Prefeitura se dizia vítima e afirmava/afirma até hoje, ter deixado a Prefeitura em situação razoável, e ainda, ter deixado no patrimônio da Prefeitura máquinas de grande porte; padaria montada com todos os equipamentos necessários ... e que esse patrimônio sumiu ao longo de 08 anos de gestão.
facebook - débitos atuais
Alguém ai sabe da existência de algum BO, TCO (se é que cabem nestes casos) ou mesmo algum processo por difamação/calunia, ou ainda uma auditoria que mostrasse de fato a questão.
Pois bem, em 2008, os que assumiram a Prefeitura faziam as mesmas denúncias: Patrimônio dilapidado, sumidos, cofres vazios, diziam até que os computadores foram formatados e, consequentemente dados primordiais à administração, apagados.
Pergunto novamente:
Alguém ai sabe da existência de algum BO, TCO (se é que cabem nestes casos) ou mesmo algum processo por difamação/calunia, ou ainda uma auditoria que mostrasse de fato a questão.
meexplique.wordpress.com
Agora em 2013, é a mesma lenga-lenga, falta tudo, sobras mesmo, só de contas a pagar, e grandes! E eu chamo de lenga-lenga não por achar que o fato em si não seja de grande importância, mas, pelo fato de não poder acreditar que tudo isso vem acontecendo ao longo dos anos e nenhuma providência concreta tenha sido tomada. Não dá pra acreditar  que as leis que orientam a destinação dos recursos/patrimônio público não estejam sendo aplicadas; porque não dar para acreditar que tais desmandos aconteçam sem que a população tenha tomado conhecimento da atuação do Poder Legislativo no sentido de coibir ou pelo menos frear tais abusos, pois sabemos que a função principal do Vereador é a de FISCALIZAR o uso do dinheiro público, impedindo sua aplicação irregular.
E por falar em Poder Legislativo, Vereador/a, fico cá com meus botões imaginando como será daqui pra frente no quesito FISCALIZAR: o presidente é irmão do vice; um outro ganhou a Sec.Especial da Mulher para a avó; uma outra emplacou a filha no setor de Previdência; uma outra já conseguiu "agregar" todos os caminhões caçambas do marido, à prefeitura, para recolher o lixo da cidade... Só o tempo dirá!
No entanto, compreendo que a qualidade de vida de uma população e a reversão do sentimento de impunidade que permeia o imaginário popular, passa necessariamente pelo forte controle do Patrimônio Público.
Portanto, já passa da hora de acionar a justiça, de localizar os surrupiadores dos bens públicos e de ir na casa de cada um deles com o objetivo de reaver o que foi levado da prefeitura, e que é NOSSO.
Somos sim da Terra da Fofoca/Marocas, mas o que precisamos de fato é AÇÃO, e que essa vá em direção da JUSTIÇA.
Esse sim, será o maior desafio de todos os Prefeitos desse mundão sem porteiras, que ora amargam a situação caótica causada pela falta de compromisso dos gestores anteriores.
Auditoria Já!
Punição Judicial já!
Se assim não for, vou continuar acreditando que todas essas acusações não passam de blefe com um único objetivo de FAZER PEQUENO com a aprovação popular!

Nenhum comentário:

Postar um comentário