sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

ÁGUA MINERAL PIRATA: CUIDADO NO QUE VOCÊ ESTÁ BEBENDO

Com ou sem o período da estiagem, é comum se vê na cidade caminhões vendendo um tipo de água que chamam mineral. Ora, façam-me rir! Quais são os níveis de garantia dessa água? Qual é a sua procedência? Isso sem falar nas bombonas sujas, nas mangueiras emendadas e nos galões de aparência nada agradável em que é transportada a água para o cliente. E também as pessoas que transportam que, na maior parte, não apresentam higiene corporal alguma. Não sou contra o comércio de água, muito pelo contrário, é justo que lutemos pelo nosso pão de cada dia. Contudo, que tenhamos garantias sobre aquilo que vamos consumir. A água é o maior canal de transmissão de doenças ao ser humano. É preciso que a Secretaria Municipal de Saúde fiscalize rigorosamente esse comércio. São medidas impopulares? São. Mas, Belo Jardim precisa perder o vício da "vista grossa" e do "apadrinhamento". Já se descobrem fraudes em águas engarrafadas, quanto mais nesse tipo de caso. Esse alerta beneficia mais a classe pobre que não tem condições de comprar um botijão de água por mais de R$ 3,00. O povo, o povão precisa desse cuidado. 

2 comentários:

  1. Já vi que seu blog dá mais espaço aos problemas da cidade, muito diferente dos outros que se preocupam mais com fofocas políticas. Parabéns e continue assim. Vai crescer muito.

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a sua postura. Ataca quando é preciso e se preocupa muito com os detalhes que estão errados por aqui. Gostei.

    ResponderExcluir